O Tribunal de Justiça do DF determinou a retirada do ar de matérias jornalísticas que tratam sobre as compras de imóveis feitas pela família Bolsonaro em dinheiro vivo. A decisão do desembargador Demetrius Gomes Cavalcanti atendeu a um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PL- RJ).

De acordo com o desembargador, as reportagens publicadas pelo UOL se basearam em uma investigação anulada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e, por isso, devem sair do ar. O veículo informou que já cumpriu a decisão, mas a classificou como “censura” e disse que vai recorrer.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *