O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), mandou a PRF (Polícia Rodoviária Federal) informar a evolução, por estado, do efetivo mobilizado entre os dias 28 de outubro até hoje (4).

O período engloba as ações da corporação durante o segundo turno das eleições, no domingo (30), e nos bloqueios de estradas do país, encerrados ontem (3), segundo a PRF.

O magistrado determina ainda que sejam informados os eventuais recrutamentos para o segundo turno das eleições, suas lotações de origem e para onde foram enviados em missão. O prazo é de 48 horas.

Como mostrou a imprensa, a PRF cortou em mais de um terço o número de agentes que trabalharam no domingo (30) na última segunda-feira (31), após o segundo turno das eleições. Segundo os dados, o efetivo que fiscalizou ônibus no dia da votação foi de 3.664 agentes em todo o país.

No dia seguinte, quando mais de 200 trechos de rodovias já estavam bloqueados em reação ao resultado das urnas, o número de policiais em serviço operacional caiu para 2.310, uma queda de 36,95% em relação ao dia anterior.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *