A briga pelo acesso à Série A1 do Campeonato Pernambucano está acirrada. No grupo J, composto por Belo Jardim, Ferroviário do Cabo, Maguary e Petrolina, três desses quatro clubes possuem chances matemáticas de classificação. Porém, algo pode dificultar a fera sertaneja. Entenda o caso:

No dia 15 de outubro, na partida válida ainda pela primeira fase entre 1º de Maio e Petrolina, disputada no Estádio Paulo Coelho, o atleta Raykar, do Petrolina, foi expulso da partida. O jogador cumpriu a suspensão automática e aguardava o julgamento pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Pernambuco, já que tomou o cartão vermelho direto.

O julgamento foi realizado pela 1ª Comissão Disciplinar do TJD/PE na última segunda-feira, dia 07 de novembro. Por decisão, o atleta Raykar foi punido com dois jogos de suspensão. O jogador do Petrolina como já havia cumprido a suspensão automática teria que ficar de fora da relação dos atletas em apenas mais um jogo, que seria contra o Maguary, em Bonito, na terça-feira (08). Mas isso não aconteceu.

Na partida válida pela primeira rodada da terceira fase da competição, Raykar foi relacionado e entrou em campo, conforme documentado em súmula, disponível do site da Federação Pernambucana de Futebol. A Associação Atlética Maguary entrou com uma denúncia no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Pernambuco, e aguarda a marcação do julgamento do caso.

Caso a denúncia seja aceita e julgada procedente o Petrolina perderá três pontos, ficando com poucas chances de classificação à elite do futebol pernambucano.

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *