Na noite desta quarta-feira (07), o plenário do Senado aprovou, por 64 votos a 16, em primeiro turno, a chamada PEC da Transição, que tem como objetivo principal assegurar o pagamento de R$ 600 do Bolsa Família, atual Auxílio Brasil, a partir de 2023.
A matéria é patrocinada pelo futuro governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O texto havia sido aprovado ontem pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal com mudanças em relação à proposta defendida pela equipe de Lula.

Entre elas, o espaço adicional dentro do teto de gastos para acomodar o Bolsa Família foi reduzido dos R$ 175 bilhões iniciais para R$ 145 bilhões, o prazo de vigência dessas regras para o programa social passou de quatro para dois anos e, além disso, prazo para o governo eleito encaminhar ao Congresso uma proposta de nova âncora fiscal passou de um ano para oito meses. Informações BNews

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *