O número de concessões de porte de arma para cidadãos diminuiu 56% em 2023, em relação a 2022, enquanto o registro de crimes não cresceu. Os dados são do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Ao todo, 2.469 portes foram concedidos pela Polícia Federal no ano passado. Isso representa uma queda de 56%, quando comparado com o último ano do governo de Jair Bolsonaro (PL), quando 5.675 foram concedidos.

Também houve diminuição no registro de novas armas de fogo pela PF. Em 2023, foram registradas 28,3 mil novas armas, uma queda de 79% em relação às 135,9 mil do último ano de Bolsonaro.

Os dados foram apresentados nesta manhã na despedida do ministro Flávio Dino, que vai para o STF. O novo ministro, Ricardo Lewandowski, também presente na entrevista, deverá tomar posse amanhã.

Ao dar os dados, Dino procurou combater a premissa de que “mais armas significam menos crimes”. O discurso vai de encontro direto à política de segurança pregada pela gestão Bolsonaro, que aumentou em sete vezes as autorizações para porte de arma durante quatro anos de mandato.

por Afogados online 

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *