Os vereadores Nodô de Gregório e André de Afonsim, também foram afastados

Atualizado às 11h28

O presidente da Câmara de Vereadores de Santa Terezinha, José Martins Neto, o Neguinho de Danda, 49 anos, foi afastado do cargo durante a 2ª Operação de Repressão Qualificada, denominada “CONLUIO 2”, deflagrada na manhã desta quarta-feira (17). O delegado Gregório Ribeiro, Titular da 4ª Delegacia de Combate à Corrupção (4ª DECCOR), divulgou um vídeo comentando sobre os desdobramentos da operação (veja o vídeo no final da matéria).

No vídeo, o delegado informou que, dos três vereadores afastados durante a operação, Neguinho de Danda está entre eles. “A ação é uma continuidade da operação CONLUIO, realizada em maio de 2023, que resultou na prisão preventiva de dois vereadores e da tesoureira da Câmara”, afirmou Ribeiro. O blog apura os nomes dos outros dois parlamentares.

Segundo o Blog do Erbi, os vereadores Nodô de Gregório e André de Afonsim também foram afastados. Ainda que a operação mirou sócios de empresas que faziam parte do esquema criminoso em São José do Egito, Tabira e também em três cidades da Paraíba: Princesa Isabel, Patos e João Pessoa.

O delegado destacou que nesta segunda fase foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, além do afastamento de três vereadores, “incluindo o atual presidente da Câmara”, destacou. Também foi realizado o bloqueio de mais de 2 milhões de reais em ativos, que serão destinados ao ressarcimento do erário.

Ribeiro ressaltou que o inquérito agora entra na fase de conclusão, onde os documentos coletados serão analisados. O objetivo é encaminhar as informações ao Poder Judiciário o mais rápido possível para dar início ao processo judicial.

A operação “CONLUIO 2” reforça o compromisso da Polícia Civil no combate à corrupção e ao crime organizado, buscando a transparência e a integridade no cenário político local. Nesta fase, os três vereadores afastados vão usar tornozeleira eletrônica e devem ficar longe dos prédios da administração pública.

Em maio do ano passado,  a Operação CONLUIO I prendeu o ex-presidente Adalberto Gonçalves de Brito Júnior, o Doutor Júnior e o vereador Manoel Grampão, mais a tesoureira da Casa, identificada como Gorete Soares. Hoje, os três respondem pelos crimes em liberdade.

por André Luis 

Share:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *